sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Eu faço greve! E tu?

Por muitas e variadas razões, faço greve:

- Para que a luta não esmoreça.

- Para que ESTA avaliação não ande para a frente.

- Para que sejamos avaliados de uma forma honesta, e não com esta treta do simplex, que apenas indigna quem a aceita.

- Para que o ECD seja reformulado e enormidades como a divisão da carreira docente, as quotas e a prova de ingresso sejam banidas de um estatuto que se quer justo e digno.

- Para que MLR e este governo de direita não cantem de galo.




Por estas e outras razões, eu faço greve! E tu?

2 comentários:

João Soares disse...

Colegas
Organizem-se, juntem-se e no dia 19,dirijam-se a meio da manhã para o centro das vossas cidades e vivam a nossa presença e a vossa cidade, mas em silêncio.
9. Os membros dos órgãos de gestão podem aderir à Greve não comparecendo na escola?- SIM! A forma de aderir à Greve por parte dos membros dos órgãos de gestão é a mesma que foi referida para qualquer outro docente.
Dirijo-me aos indecisos, dirijo-me aos conformados, dirijo-me aos que Acreditam!!!
Hoje, sábado e domingo. Reflictam um pouco mais...creio que é uma chance única.
É chegada a hora!!! Não deixem de sonhar...
Colegas: vamos aceitar a divisão da carreira...uma avaliação com base nas quotas?
O silêncio por vezes é intenso e reactivo, tão duro ou mais que o aço da humilhação a que jamais temos assistido em toda a nossa vivência enquanto professores.
Como a Marcha do Sal de Gandhi...agora faríamos a marcha do Silêncio. Não percam a Esperança e vamos para a rua, mostrar a nossa indignação. Divulguem por TODOS os professores!

brit com disse...

Visiense, um miminho para ti aqui, com muito afeto:
http://ocartel.blogspot.com/2009/02/trofeu-pedagogia-do-afecto.html