quarta-feira, 13 de maio de 2009

Longa vida a Salazar!

A ausência da maioria da comunidade escolar numa inauguração na Escola da Serrinha, Fafe, levou à destituição do seu coordenador


Escola proíbe saias curtas e decotes


Apenas alguns exemplos, entre os muitos que nos últimos anos têm vindo a público, da sede de poder e da prepotência que existe em muitos colegas nossos em cargos elevados... Então agora com os directores, tudo piorou, pois se antes esse poder ainda tinha alguns travões, agora, apenas tem subordinados.


A liberdade, essa coisa chata, tem que ter limites, e em muitas escolas, temos quem nos aponte esses limites de bom grado!...


Longa vida a Salazar!


Longa vida aos directores!

2 comentários:

A.Meirelles disse...

Longa vida a Salazar!
Tem a sua logica porque liberdade para "alguns", é fazer o que bem quer e lhes apetece. Se tivessemos um Salazar não haveriam bairros como a "qinta da fonte", quinta do mocho", "bela vista", cova da moira, etc...
Liberdade para alguns é fazer mal aos outros.

visiense disse...

A nossa liberdade acaba onde começa a dos outros. Bairros como esses que falou têm problemas sociais mais profundos do que porventura passa... Acha que pela repressão estes problemas desapareceriam? Veja se no Brasil, isso dá resultado. Talvez se logo no início não se tivessem feitos estes autênticos guetos, provavelmente, não teríamos metade destes problemas...

Mas de qualquer forma, se acha aceitável a limitação da liberdade, em prol de um bem maior, então aí, discordo absolutamente. Sobre isso, aconselho uma leitura histórica sobre a ex-URSS...